Como Saber se um Produto é Patenteado?

No mundo dos negócios, as coisas estão sempre evoluindo. Como todos sabemos, nem sempre para melhor, mas é difícil acompanhar esse ritmo em alguns momentos. Tudo muda tão rápido que às vezes é simplesmente impossível compreender alguns termos, como o da patente. Você provavelmente já se perguntou: como faço para saber se um produto é patenteado?

A resposta é um tanto quanto simples, de fato, mas pode confundir alguns. Por isso, é sempre bom estar atento a esses termos e saber a importância deles. Afinal, muitas vezes podemos cometer erros sem saber que estamos cometendo. Mas, como assim?

Veja bem: se você não sabe que determinado produto é patenteado, fica mais fácil de plagiar. Dessa forma, por um erro inocente você pode acabar sendo processado. E, dependendo de como as coisas vão, levar uma multa bastante gorda por causa disso.

Então como faço para saber se um produto é patenteado?

Não se preocupe com isso, pois hoje o nosso assunto é exatamente esse. Vamos ajudá-lo, também, a compreender melhor sobre o processo de registro de uma patente.

Início das explicações: o que saber?

Para começar, então, é preciso ter um início ou ao menos uma ideia de como fazer para saber sobre a patente de outros produtos. Dessa maneira, você evita alguns pequenos perrengues em sua vida.

Antes de você entender exatamente como responder à pergunta “como faço para saber se um produto é patenteado?”, deve entender alguns detalhes. Para início de conversa, apesar de parecer algo bastante simples, patentear um produto requer cuidado. E não apenas cuidado, mas atenção ao que se está fazendo.

É necessário estar atento quanto às documentações necessárias e saber exatamente o que fazer. Até porque patentear um produto não é uma brincadeira adolescente. É algo sério e que exige bastante atenção e cuidado.

Saber se um produto é patenteado ou não é o primeiro passo de todo esse processo. E ele é muito importante para que você não seja prejudicado em momento algum.

Patente e outros termos

Uma vez que você tem a noção de que patentear um produto não é uma tarefa muito fácil e que exige bastante de você mesmo, é preciso entender algumas outras coisas. Muitas pessoas confundem esses conceitos, por isso, é importante saber a diferença entre marca e patente.

Enquanto a marca se refere mais a uma ideia geral sobre determinado produto, patente significa outra coisa bem diferente. Assim sendo, uma patente é basicamente algo bem mais específico que uma marca.

Calma! É fácil de entender e aprender sobre.

Pense você que você tem uma invenção – mais do que isso, tem algo em mente que parece único. Assim sendo, a patente é o seu direito sobre uma propriedade intelectual sua. No entanto, é necessário um pouco de atenção nesse aspecto, pois não basta apenas pensar na ideia.

Você precisa desenvolver, criar e garantir que aquilo é, de fato, funcional de alguma forma. Não precisa, obviamente, ser o criador da próxima grande tecnologia que irá mudar o mundo de vez. Só garanta que o produto foi devidamente desenvolvido. Isso torna todo o processo muito mais fácil para o registro da patente.

Por que devo entender como saber se um produto é patenteado?

Assim como é muito complicado saber se duas marcas podem ter o mesmo nome, você precisa pensar nessa questão para a patente. Primeiro porque produtos patenteados são únicos, não podem ser copiados. Afinal, como explicado acima, é uma propriedade intelectual que só você tem.

Porém, mais do que isso, saber se um produto já é patenteado é o primeiro passo do registro. Isso ocorre porque mais do que correr o risco de ter o mesmo nome, você não consegue registrar nada no Brasil desse modo.

Um cuidado extra

Antes de saber a resposta da pergunta “como faço para saber se um produto é patenteado?’’, deve-se tem um cuidado extra. Você já sabe o que é uma patente e que ela é única, portanto, deve saber que algumas pessoas podem se aproveitar disso.

Assim como tem sido comum dar golpe no registro de marcas, algumas empresas que existem para auxiliar quem deseja registrar patente estão tentando enganar as pessoas.

Não tem como eles roubarem o seu produto ou a sua ideal, pois isso de fato é seu. Mas eles podem entrar com o pedido de registro antes do seu e depois tentar um acordo para mudar o seu nome e ter uma margem de lucro a partir disso.

Se você estiver lidando com uma empresa com medo de fazer isso sozinho, tome muito cuidado. Algumas pessoas simplesmente podem trazer mais dor de cabeça que soluções, no fim das contas.

Como faço para saber se um produto é patenteado?

Agora que você já sabe de todas essas informações sobre a patente e quer seguir com a ideia, saiba que a pergunta “como faço para saber se um produto é patenteado?’’, é essencial. E muito simples de responder.

Essencial porque isso evita plágio e também porque você não conseguirá registrar um mesmo nome. E, sabendo disso, o governo brasileiro sabe que não é possível que as pessoas conheçam todos os nomes registrados. Exatamente por isso, no site do INPI você tem uma plataforma para a pesquisa e busca de patentes.

Todas as patentes já registradas – ou que aguardam o exame para aprovação – estão ali, com todas as informações que podem ser úteis para futuras invenções, sobretudo as tecnológicas.

Tal plataforma é muito interessante porque evita que você gaste tempo e dinheiro com os recursos iniciais do registro de uma patente para só depois descobrir que ela já existe.

A busca é gratuita e online. Qualquer um pode procurar as patentes. Você ainda pode aproveitar as informações contidas nessa busca como inspiração se estiver travado de alguma forma na criatividade.

Agora que você entendeu a resposta da pergunta ‘‘como faço para saber se um produto é patenteado?’’, não perca muito tempo pensando se deve patentear algo ou não. Se você acredita na sua ideia, vá em frente antes que alguém se antecipe e registre uma mesma patente antes de você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *