8 Passos para Transformar sua Empresa em Rede de Franquias

Como transformar sua empresa em uma rede de franquias?

Expandir sua micro ou pequena empresa para o modelo de franquias pode ser uma excelente forma de alavancar seu empreendimento.

Grande crescimento, em um curto espaço de tempo, é uma das maiores vantagens do modelo de franquias. Isto ocorre, porque a abertura de novos pontos de venda conta com o aporte de capital dos fraqueados, que, em troca, recebem o direito de exploração dos ativos intangíveis, know-how do negócio e suporte constante do franqueado. Ao passo que, no modelo tradicional, o empreendedor conta apenas com capital próprio ou com crédito de bancos, situação que pode limitar muito as possibilidades de expansão.

Também, aplicando o modelo de franquias, são minimizados os custos indiretos envolvidos na abertura de filiais próprias. Quando você franquia uma empresa, você está basicamente alugando a outro empresário o direito de usar seu modelo comercial, marca e estratégias operacionais padronizadas.

Em troca, o franqueado retribui ao franqueador com taxas de franquia e royalties, e obtém um modelo de negócios já consolidado e um suporte contínuo para tornar o empreendimento um sucesso. Embora todo o processo de franquia de uma pequena empresa possa ser um desafio em muitos aspectos, também pode ser muito interessante financeiramente, para o franqueado e franqueador.

Mas, Como transformar meu negócio em uma franquia?

Confira a seguir os principais passos:

1º Passo: Certificar se seu negócio é franqueável

Realizar uma análise objetiva do negócio para determinar se sua empresa deve ser franqueada. Para isso, analise se seu produto ou serviço é único e competitivo o suficiente para lucrar em vários mercados e ser atraente para muitos outros empresários.

Se pergunte:

  • O negócio é lucrativo o suficiente para justificar a expansão? (com margens substanciais).
  • O modelo de negócio é fácil de replicar por outros empresários, gerentes e funcionários?
  • O mercado alvo é grande para absorver mais dos seus produtos ou serviços?

2º Passo: Sistematizar as operações

Sistematize suas operações de negócios em um passo a passo simples e claro de ser seguido por qualquer um. Você deve descrever o máximo de aspectos operacionais possível.

3º Passo: Manual do Franqueado

Produza um manual de estratégia de marketing e branding. Este Manual  auxiliará seu franqueado a atrair mais clientes e será um ativo a mais a ser licenciado nos contratos de franquia. Você deverá mostrar claramente como utilizar marca e a imagem da empresa, dentro da estratégia de marketing e branding já consolidada da matriz do negócio.

4º Passo: Preparar os contratos de franquia

Prepare seus contratos de franquia, contratos de licenciamento e royalties. Um dos principais documentos é o  Circular de Oferta de Franquia – COF, como exige a lei das franquias. Na COF será  explicado de forma clara alguns pontos do negócio como: perspectiva de faturamento, demonstrações financeira atual, descrição geral e detalhada, histórico, taxas, custos para o franqueado entre outros dados.

Mas, atenção: É altamente recomendável contratar um especialista em franchising para preparar esses documentos.

5º Passo: Proteger seus ativos intangíveis

Proteja a propriedade intelectual do negócio. Procure registrar no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual – INPI, as marcas da empresa e de todos os produtos da empresa, bem como patentes, e/ou, desenhos industriais (de embalagens dos produtos, por exemplo).

Mas é necessário mesmo registrar?

Por lei, não é obrigatório. No entanto, protegendo propriedade intelectual da empresa, o franqueador, além de proteger sua marca, produtos e etc, poderá:

  1. Cobrar royalties das marcas, patentes, desenhos indústrias, softwares.
  2. Aumentar o valor do negócio, consequentemente cobrar mais pelas taxas de franquia.
  3. Ter maior controle sobre franqueados, tornando mais simples a manutenção da qualidade e metodologia dos procedimentos.

Além dos pontos mencionados acima, o empresário franqueador não correrá o risco de ter sua marca, patente ou desenho industrial utilizado por terceiros sem autorização ou pagamento dos royalties ao franqueador.

6º Passo: Estabelecer o planejamento estratégico

Desenvolva uma projeção de negócios abrangente. Essa projeção será apresentada aos potenciais franqueados. O seu prospecto deve incluir o conceito de negócio, estratégia competitiva de mercado, estratégia de localização das lojas, estratégia de marketing, incluindo amostras de material de marketing), valores e custos que os futuros franqueados terão como: taxas de franquia e royalties.

7º Passo: Conte com ajuda de especialistas no assunto

Considere contratar um serviço e equipe de suporte para facilitar o início da operação e a manutenção  de seus franqueados. Sua equipe de suporte  será responsável por atender as demandas dos franqueados e garantir o controle de qualidade e operação conforme as diretrizes estipuladas por você. Estabeleça os padrões de serviço e insista sempre na excelência da qualidade dos serviços, sempre visando proteger e fortalecer a marca da franquia no mercado.

8º Passo: Venda seu negócio aos franqueados

É hora de partir para o mercado e oferecer seu modelo de franquia! Mas é preciso ter cuidado ao selecionar os franqueados. Estipule critérios para a escolha de quem trabalhará com você. Considere o perfil do franqueado, experiência, localização do futuro estabelecimento. Tendo sempre em mente preservar a reputação da marca, que é o principal ativo de qualquer franquia.

Pois lembre-se: no modelo de franquias, o seu sucesso depende muito do sucesso dos seus franqueados.

E, claro, se precisar e quiser contar com o apoio e suporte da Apolo para proteção de suas ideias, produtos e marcas, entre em contato aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *